Header Ads

Alagoano de Pão de Açúcar é eleito prefeito de Aracaju/SE


Edvaldo Nogueira
O candidato à prefeitura do município de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PCdoB) foi eleito com 52,02% neste domingo (30), contra 47,98% de votos Valadares Filho (PSB). Edvaldo é alagoano e nascido no município de Pão de Açúcar. No total, Edvaldo Nogueira teve 143.418 de votos válidos contra 132.290 de Valadares.

Em 2010, Edvaldo foi homenageado pelo Governo de Estado de Alagoas recebendo a medalha do Mérito da República Marechal Deodoro da Fonseca, ao lado de mais seis conterrâneos.

O governador na época, Teotonio Vilela Filho, exaltou qualidades de Edvaldo como um homem público. "Pelo que você construiu até agora e, principalmente, pelo que você poderá construir como exemplo de ética e competência na política, você é merecedor desta comenda", disse Teotônio Vilela à Edvaldo Nogueira.

Trajetória
Aos 51 anos, o médico e alagoano de Pão de Açúcar foi eleito vice-prefeito de Aracaju em 2000, quando compôs chapa com Marcelo Déda (PT). Na eleição seguinte, em 2004, os dois foram reeleitos. Em 2006, quando Déda deixou a prefeitura para concorrer ao governo do Estado, Nogueira assumiu e foi reeleito dois anos depois.

Antes de ser prefeito da capital sergipana, foi vereador por três mandatos, entre 1988 e 2000.
Aracaju

O novo prefeito vai governar uma cidade com 571 mil de habitantes, PIB de aproximadamente R$ 10 bilhões e renda per capita de R$ 22 mil (segundo os dados mais recentes do IBGE, de 2013).
Aracaju tem índice de mortalidade infantil de 17,4 por mil nascidos vivos (a média do Brasil é de 16 por 1.000) e taxa de analfabetismo de 6,59% (a média do Brasil é 9,37%).

Um dos maiores problemas da capital sergipana é o crescimento da violência. Em 2014, segundo dados do Mapa da Violência, Aracaju teve 50,6 homicídios por arma de fogo por cada 100 mil habitantes, quando a média nacional é de 24 por 100 mil. A cidade é a sétima capital mais violenta do país.Aos 51 anos, o médico e alagoano de Pão de Açúcar foi eleito vice-prefeito de Aracaju em 2000, quando compôs chapa com Marcelo Déda (PT). Na eleição seguinte, em 2004, os dois foram reeleitos. Em 2006, quando Déda deixou a prefeitura para concorrer ao governo do Estado, Nogueira assumiu e foi reeleito dois anos depois.
Antes de ser prefeito da capital sergipana, foi vereador por três mandatos, entre 1988 e 2000.
Aracaju

O novo prefeito vai governar uma cidade com 571 mil de habitantes, PIB de aproximadamente R$ 10 bilhões e renda per capita de R$ 22 mil (segundo os dados mais recentes do IBGE, de 2013).
Aracaju tem índice de mortalidade infantil de 17,4 por mil nascidos vivos (a média do Brasil é de 16 por 1.000) e taxa de analfabetismo de 6,59% (a média do Brasil é 9,37%).

Um dos maiores problemas da capital sergipana é o crescimento da violência. Em 2014, segundo dados do Mapa da Violência, Aracaju teve 50,6 homicídios por arma de fogo por cada 100 mil habitantes, quando a média nacional é de 24 por 100 mil. A cidade é a sétima capital mais violenta do país.


Por Cada Minuto com  Uol

Nenhum comentário

Adalberto Gomes Noticias . Imagens de tema por MichaelJay. Tecnologia do Blogger.