Header Ads

No sertão, municípios de Água Branca, Batalha, Delmiro Gouveia, Mata Grande e São José da Tapera recebem novos defensores públicos

Fotos: Fernanda Ferreira

O Conselho Superior da Defensoria Pública do Estado de Alagoas empossou, na manhã desta quarta-feira (03),  13 novos defensores públicos que foram aprovados no último concurso  realizado no ano passado. A solenidade aconteceu no Palácio República dos Palmares, durante sessão solene do Conselho Superior da Instituição. 

Foram empossados os defensores públicos Náira Ravena Andrade Araújo, Hênio Ferreira de Miranda Júnior, Thainá Cidrão Massilon, Carina de Oliveira Soares, Thiago Carniatto Marques, Roana do Nascimento Couto, João Augusto Shinhorin, Ana Luísa Imoleni Miola, Pedro Henrique Lamy, Lucas Monteiro Valença, Letícia Silveira Seerig, Heloísa Bevilaqua da Silveira e Bernardo Salomão Eulálio de Souza. 

De acordo com o presidente do Conselho,  o defensor público geral do estado, Ricardo Antunes Melro,  com os 15 novos defensores (dois serão empossados em breve), a Defensoria Pública do Estado passará a atuar em todas as comarcas do estado. 

“Somos a quinta Defensoria Pública no Brasil a alcançar esse marco. É o Estado de Alagoas no caminho certo, na contramão dessa crise no Brasil e abraçando cada vez mais a proteção da população que mais precisa”, destacou, ressaltando que os novos defensores públicos serão remanejados aos municípios como Mata Grande, Delmiro Gouveia, Pão de Açúcar, Água Branca, Piranhas, Traipu, São José da Tapera, Batalha, São José da Lage, Santana do Ipanema, Porto Real do Colégio, Igreja Nova, Viçosa, Taquarana, Maravilha, Quebrangulo, Água Branca, Teotônio Vilela, além de intensificar os serviços em comarcas que já têm defensor, a exemplo de Penedo, Arapiraca e Palmeira dos Índios

Melro, ainda durante seu pronunciamento, chamou a atenção dos novos defensores e os levou à reflexão. “[A posse] Não é o fim. É tão somente o começo. A grande responsabilidade de suas vidas não se encerra com a posse. Ela começa agora. Esta é a linha de partida. Mais do que nunca, vocês terão que mostrar resultados positivos ao povo alagoano; assumir conosco o compromisso que é de todos:  encarar nos olhos os nossos assistidos e sentir, não raras as vezes, a angústia, o sofrimento, a esperança e o grito de socorro no sofrido olhar”, pontuou Melro.

Para o presidente da Associação dos Defensores Públicos do Estado, Fabrício Leão Souto, o momento foi uma data simbólica e marcante não apenas para Alagoas, mas para todo o país. “O dia de hoje é um marco histórico, porque coloca a Defensoria Pública de Alagoas em um rol onde poucas defensorias do Brasil estão. A partir de agora teremos a capacidade de proteger as pessoas mais vulneráveis, que mais precisam em todo o Estado”, destacou Leão Souto, que também é diretor da Escola Superior da Defensoria Pública.  

 O discurso dos novos defensores ficou por conta da alagoana Carina de Oliveira Soares, que relembrou o exaustivo percurso percorrido por todos até a posse e falou da expectativa para atuação no novo cargo. “O Estado de Alagoas, apesar de muitos avanços, é ainda um dos Estados mais pobres do Brasil. Os direitos fundamentais básicos, garantidos de forma tão bela na nossa Constituição Federal, não são conhecidos pela grande parte da população. Que a nossa atuação na Defensoria seja então pautada pelo compromisso e pela defesa intransigente do povo mais necessitado do Estado”, expôs.

Por Ascom Defensoria Pública de Alagoas

Nenhum comentário

Adalberto Gomes Noticias . Imagens de tema por MichaelJay. Tecnologia do Blogger.