Header Ads

Justiça precisa estar integrada e conectada para servir ao cidadão, diz governador Renan Filho

Governador Renan Filho discursou durante abertura  do 113º Encontro do Conselho dos Tribunais de Justiça
Governador Renan Filho discursou durante abertura  do 113º Encontro do Conselho dos Tribunais de Justiça Márcio Ferreira
Com o objetivo de discutir o aprimoramento do Judiciário brasileiro, foi aberto, na noite de quinta-feira (1), o 113º Encontro do Conselho dos Tribunais de Justiça. A solenidade foi realizada no Plenário do TJ/AL e reuniu, em Maceió, os gestores dos Tribunais de todo o Brasil.

O governador Renan Filho prestigiou o evento e destacou a importância de a Justiça brasileira estar integrada e conectada para servir ao cidadão.

"Primeiro é uma grande honra para Alagoas recebê-los aqui; em segundo lugar, eu gostaria de parabenizar o presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), desembargador Otávio Praxedes, pela capacidade de mobilização e por trazer para o nosso Estado tão importante debate. É sempre fundamental que a Justiça Brasileira esteja integrada, conectada com as necessidades do cidadão, discutindo os melhores procedimentos para agilizar, cada vez mais, as decisões e a Justiça no Brasil”, afirmou Renan Filho.

No segundo dia do encontro, nesta sexta-feira (02), ele profere palestra sobre Solidez Fiscal, que acontece no Hotel Ritz Lagoa da Anta, no bairro Cruz das Almas. No ranking nacional de competitividade dos Estados, quesito Solidez Fiscal, Alagoas ficou em 2º lugar. Trata-se do maior esforço fiscal relativo registrado dentre todas as unidades da Federação.
 
O evento, que prossegue nesta sexta-feira (2), reúne representantes dos Tribunais de Justiça de todo o País com o objetivo de discutir e compartilhar as experiências e boas práticas adotadas em cada Estado.

“Todos os nossos encontros são importantíssimos, porque discutem as políticas públicas do Judiciário, como prestar um melhor serviço público para a nossa população. Então, esses presidentes que são gestores dos seus Tribunais trocam experiências, discutem questões importantes como a melhoria e otimização da prestação jurisdicional, formas de economizar recursos e produzir mais com menos”, declarou o presidente do Conselho dos Tribunais de Justiça, desembargador Pedro Carlos Bittencourt.

O desembargador Otávio Praxedes, por sua vez, destacou os avanços do Judiciário alagoano com investimentos em tecnologia, permitindo, por exemplo, que 100% dos processos novos passassem a ser ajuizados virtualmente, além da viabilização da distribuição automática dos processos no primeiro grau.

De acordo com ele, essa medida vem contribuindo não só com a celeridade na tramitação dos processos, mas também com a realocação dos servidores que anteriormente eram necessários para realização da distribuição processual.
 
“Além de sediar esse importante evento, aqui também foi dada posse à Diretoria Executiva deste colegiado, de seus vice-presidentes para o biênio 2018 / 2019. Este encontro é uma oportunidade que temos para debatermos assuntos de grande interesse do Judiciário Brasileiro, para que possamos evoluir sempre atentos às boas experiências que vêm sendo desenvolvidas pelos tribunais de Justiça do País, aqui representados”, disse Praxedes.

Programação

Entre as palestras previstas está a do ministro Humberto Martins, do Superior Tribunal de Justiça, que falará sobre o direito à saúde e a jurisprudência do STJ. O juiz Hélio Pinheiro Pinto, auxiliar da Presidência do TJ/AL, discorrerá acerca da gestão e mostrará os avanços e desafios do Judiciário alagoano. Ao final do encontro, será elaborada a Carta de Maceió contendo as deliberações aprovadas pelo conselho de presidentes.
 
 Por Blog Adalberto Gomes Notícias com Agência  Alagoas

Nenhum comentário

Adalberto Gomes Noticias . Imagens de tema por MichaelJay. Tecnologia do Blogger.