Header Ads

Teste do Pezinho está presente nos 102 municípios alagoanos

Uma das principais armas para o diagnóstico de doenças metabólicas, genéticas e infecciosas em recém-nascidos, o exame é disponibilizado pelo SUS
Uma das principais armas para o diagnóstico de doenças metabólicas, genéticas e infecciosas em recém-nascidos, o exame é disponibilizado pelo SUS (Fotos: Carla Cleto e Olival Santos)
Alagoas se destaca nacionalmente na realização do Teste do Pezinho, por estar disponível nos 102 municípios do Estado. Uma das principais ferramentas para diagnóstico de doenças metabólicas, genéticas e infecciosas em recém-nascidos, o exame é disponibilizado pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Para manter a excelência e a eficácia na coleta, a Secretaria de Estado da Saúde promoveu, nesta segunda-feira (6), o Seminário de Triagem Neonatal. O evento, destinado a técnicos municipais que atuam diretamente nessa área, foi realizado no auditório do Conselho Regional de Psicologia, no bairro Pinheiro, em Maceió.

De acordo com a técnica do Setor de Saúde da Criança da Sesau, Yana Melo, o seminário, com a participação de Fátima Cunha, responsável técnica pelo laboratório contratado para triagem neonatal no Estado, contou com a presença de representantes de todos os municípios alagoanos.

A técnica Fátima Cunha disse que um dos desafios que a Rede de Coleta do Teste do Pezinho tem enfrentado e o reforço e a conscientização dos profissionais da área. “É preciso lembrá-los da importância do teste, que pode diagnosticar doenças graves, com consequências como retardo mental e até mesmo o óbito”, explicou.

A participação de todos, na concepção da responsável técnica do laboratório que faz a coleta em todo o Estado, é fundamental para que Alagoas mantenha sua posição entre as referências nacionais na realização do Teste do Pezinho.

“O programa está em atividade há 16 anos e marca o compromisso de todos os envolvidos em lutar pela saúde e bem-estar dos alagoanos”, concluiu a técnica.

   Por Redação Blog Adalberto Gomes Notícias com Agência Alagoas

Nenhum comentário

Adalberto Gomes Noticias . Imagens de tema por MichaelJay. Tecnologia do Blogger.