Header Ads

MPE/AL consegue condenação de acusado de matar comerciante em Palestina

Imagem MPE/AL
Com a promotora de Justiça Martha Bueno na acusação, o Ministério Público do Estado de Alagoas (MPE/AL) conseguiu, nesta terça-feira (23), a condenação do réu Marcelo Augusto dos Santos pelo assassinato do comerciante Welmenson Alves Rodrigues, no município de Palestina, em 2014.

Por cometer homicídio qualificado por motivo fútil e sem chance de defesa da vítima, Marcelo Augusto foi condenado à pena de 19 anos e 10 meses de reclusão a ser cumprida em regime fechado.

Martha Bueno também lembrou na sua exposição que o réu Marcelo Augusto era reincidente no tipo penal. "Pesa contra ele uma condenação transitada em julgado por homicídio cometido no município de Arapiraca", expôs a promotora de Justiça

O segundo autor material do crime, Tiago Henrique Pinheiro da Silva, chegou a ser denunciado pelo Ministério Público Estadual, mas encontra-se foragido.

O caso

No dia em que foi morto, Welmenson saiu da sua residência no início da tarde para vender queijo no povoado Vila Santo Antônio, em Palestina. Sem enxergar muito bem, ele bateu sua motocicleta na dos seus algozes, que, embriagados, haviam se acidentado na entrada do povoado pouco antes.

A vítima chegou a se desculpar pela batida, mas os réus negaram a cortesia e decidiram se vingar. Marcelo Augusto sacou então pistola e disparou contra o comerciante. O primeiro tiro acertou a perna de Welmenson, que ainda tentou fugir. No entanto, o réu o perseguiu e ceifou-lhe a vida.

"Os acusados perpetraram a ação delituosa com evidente animus necandi, pois ainda perseguiram a vítima quando ela tentava se livrar da morte", disse a promotora de Justiça.

Por Ascom MPE/AL

Nenhum comentário

Adalberto Gomes Noticias . Imagens de tema por MichaelJay. Tecnologia do Blogger.