Header Ads



Após 102 anos de existência Fábrica da Pedra encerra as atividades em Delmiro Gouveia

Esta terça-feira (31), ficou marcada na história da cidade de Delmiro Gouveia, a Fábrica da Pedra, após 102 anos de existência encerra suas atividades na cidade e  cerca de 450 funcionários são demitidos.
Imagem Adalberto Gomes
Devido a crise, à Fábrica da Pedra, a maior indústria do sertão alagoano, localizada no centro de Delmiro Gouveia, encerrou um ciclo de atividades de mais de 102 anos no município, após 10 meses de paralisação.

A crise na fábrica da Pedra começou em março de 2016, devido a um débito de energia com a Eletrobras, valor esse que segundo a diretoria da empresa seria de  R$ 1,265.000,00, com isso a fábrica teve a energia cortada e suas atividades foram paralisadas temporariamente, devido a esse débito, a direção da fábrica solicitou junto a Eletrobras um acordo para  que o débito  fosse parcelado em 36 vezes, mas a Eletrobras não aceitou  e com isso agravou ainda mais a situação da empresa.

A fábrica possuía um quadro com cerca de 583 funcionários, muitos tiveram férias coletivas devido a paralisação. Em dezembro de 2016, a direção da empresa resolveu demitir cerca de 150 funcionários, agravando ainda mais a crise, já que não estava mantendo condições financeiras para manter os funcionários na empresa. 

Devido a todas essas questões, funcionários, ex-funcionários, comerciantes, estudantes e a sociedade delmirense realizaram várias manifestações em protesto contra o não fechamento da Fábrica da Pedra. As manifestações foram realizadas em frente à Fábrica da Pedra, na sede da Eletrobras e pelas ruas de Delmiro Gouveia.

Nesta terça-feira (31), o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Fiação e Tecelagem (STIFT), após reunião com  diretores do Grupo Carlos Lira, informaram a  demissão dos 450 funcionários Fábrica da Pedra. 

Fundada pelo pioneiro Delmiro Augusto da Cruz da Gouveia, em 5 de junho de 1914, à fábrica foi comprada  pelo grupo Carlos Lyra em 1992. Orgulho para o povo delmirense, a Fábrica  da Pedra completaria esse ano, em 5 de junho, 103 anos de história. A indústria  tornou-se um patrimônio patrimônio histórico e cultural para o povo delmirense e para Alagoas.

Com o encerramento das atividades e o fechamento  da Fábrica da Pedra, muitos delmirenses se comoveram nas redes, muitos ficaram tristes com a situação e lamentaram o fechamento da empresa.

Imagens facebook.





Imagens da manifestações pelo não fechamento da Fábrica da Pedra/Imagens Adalberto Gomes






Vídeos das manifestações 



 Por Redação Blog Adalberto Gomes Notícias

Um comentário:

  1. Minha mãe trabalhou MEU trabalhou MEU irmão trabalhou nessa fábrica que pena fechar eu escutei muitas vezes o apito quando o armazém de algodão pega fogo chamando os focionario pra ajudar a combater incêndio porque na que la época não havia bombeiros

    ResponderExcluir

Adalberto Gomes Noticias . Imagens de tema por MichaelJay. Tecnologia do Blogger.