Header Ads

Principal suspeita de esquartejamento em Girau do Ponciano é presa

Thaise Duarte Nascimento confessou o crime e disse que no dia do esquartejamento fez uso de droga
Imagem Secretaria de Segurança Pública de Alagoas
A Secretaria de Segurança Pública de Alagoas (SSP/AL), apresentou no início da noite desta quinta-feira (27), a principal suspeita de esquartejar Genaldo dos Santos, 46, no dia 12 de outubro, no povoado Chã do Alecrim, localizado na Zona Rural de Girau do Ponciano, Agreste alagoano. Diferente das fotos que foram divulgadas nas redes sociais, a suspeita aparece com cabelos ruivos e visual modificado. Coincidentemente, ela foi presa com o mesmo vestido em que aparece em fotos nas redes sociais, um tomara que caía com listras brancas e pretas.

Thaise Duarte Nascimento, 19, estava foragida e foi presa na tarde de hoje, no município de União dos Palmares, Zona da Mata de Alagoas, durante uma operação desencadeada pelo Grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc) em parceria com a Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic) e o 2º Batalhão de Polícia Miliar (2º BPM). 

No momento em que foi presa, a jovem estava na companhia de um homem, identificado como Claudemir Henrique Evangelista, que também foi preso. Segundo a polícia os dois fariam parte de uma organização criminosa responsável por vários homicídios em Alagoas e Pernambuco.

Em entrevista à imprensa, a jovem afirmou que estava escondida numa residência localizada no Conjunto Village Campestre, no bairro Cidade Universitária, em Maceió. Thaise confessou o crime e afirmou que no dia do esquartejamento fez uso de cocaína. Ao ser questionada se conhecia a vítima, a suspeita negou. "Eu fui convidada para matar. Me disseram que ele tinha matado duas crianças em Pernambuco e que estava escondido em Arapiraca", disse.

O crime

O corpo de um homem foi encontrado no dia 12 de outubro, no povoado Chã do Alecrim, localizado na zona rural da cidade de Girau do Ponciano, Agreste alagoano. A vítima foi identificada como sendo Genaldo dos Santos, de 46 anos e segundo informações, ele é de Arapiraca, do bairro Caititus. De acordo com informações da polícia, ele foi tirado da própria casa por volta das duas horas da madrugada desta quarta-feira e desapareceu. O corpo foi encontrado esquartejado as margens de uma estrada vicinal.

A equipe de reportagem do Portal 7 Segundos esteve e viu de perto a crueldade com a qual o homem foi assassinado. As mãos da vítima foram amarradas e o corpo apresenta vários cortes de facão na região das pernas, um corte profundo no tórax e a cabeça foi arrancada e colocada em um longo ferimento feito na barriga. Também foram arrancados o nariz e o pênis da vítima.

Segundo a família da vítima, um dia antes do crime, Genaldo e os parentes conversavam sobre a semelhança física entre ele e um homem que havia assassinado dois filhos em Pernambuco. E que a própria vítima havia comentado que iria evitar sair de casa para não ser confundido.

Por Sete Segundos

Nenhum comentário

Adalberto Gomes Noticias . Imagens de tema por MichaelJay. Tecnologia do Blogger.