Header Ads

Exposição histórica sobre matriz africana em Alagoas atrai visita da presidente do Iphan

Historiadora Katia Bogéa participou de atividades em referência ao dia da Consciência Negra no Instituto Histórico e Geográfico em Maceió
Katia Bogéa assegurou apoio para reforma da Casa Sociedade Perseverança
Katia Bogéa assegurou apoio para reforma da Casa Sociedade Perseverança Fotos: Thiago Sampaio
O mês de novembro é marcado por diversas manifestações voltadas à conscientização e reflexão sobre a importância da influência africana na formação da cultura nacional e alagoana. Às vésperas do Dia da Consciência Negra, neste sábado (19), o secretário de Estado da Comunicação, Ênio Lins, acompanhou representantes do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e da Fundação Palmares, em visitação ao Instituto Histórico e Geográfico de Alagoas (IHGAL) e ao prédio da antiga Sociedade Perseverança, ambos localizados no bairro do Centro, em Maceió.

Os visitantes tiveram a oportunidade de conhecer exposições com obras originais da Casa Sociedade Perseverança, peças e instrumentos da história de Alagoas, dentre outras relíquias.

A historiadora e presidente nacional do Iphan, Katia Bogéa, que está em Alagoas para participar das atividades em celebração ao Dia Nacional da Consciência Negra, na Serra da Barriga, neste domingo (20), durante a visitação, assegurou o apoio ao Instituto Histórico alagoano durante a reforma estrutural.
“Estamos analisando os ambientes onde as exposições irão ficar pós-reforma, como também, o acervo de arquivos históricos, tudo isso precisa ser visto de perto e analisado. Não podemos hoje custear toda reforma, mas daremos nosso apoio. Sentaremos para checar junto com o BNDES uma via pra então terceirizar os serviços de restaurações das imagens, digitalização dos documentos, reforço da estrutura do prédio da antiga Casa Sociedade Perseverança, que possui objetos originais do ‘quebra’, e deste modo, preservar toda cultura local do marco africano em Alagoas”, pontuou a presidente nacional do Iphan. 

Para o atual presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Alagoas (IHGAL), Jayme de Altavila, os documentos de todo acervo histórico do prédio, está sendo informatizado para que toda população possa de maneira simples, consultá-los.
“Nosso encontro hoje, foi para mostrar as dificuldades, assim como, a realidade que encaramos. Todo nosso acervo documentado agora está nas mãos de empresas especializadas para digitalização. Desta forma, a ação facilitará ainda mais, a consulta de todos aos documentos históricos. Hoje, nosso arquivo aqui no Iphan-AL conta com mais de 20 mil exemplares, sendo desses, mais de 3.600 livros de grandes autores alagoanos. A partir do dia 14 de dezembro, estaremos disponibilizando este sistema de consulta ao acervo em rede nacional”, afirmou o presidente, Jayme Altavila.

 Por  Blog Adalberto Gomes Noticias com Agência Alagoas

Nenhum comentário

Adalberto Gomes Noticias . Imagens de tema por MichaelJay. Tecnologia do Blogger.