Header Ads

Servidores do Iteral vão receber treinamento e terão escritórios equipados que atuam nos polos de Arapiraca, Palmeira dos Índios, Delmiro Gouveia e Santana do Ipanema para orientar famílias assentadas

Servidores do Iteral vão receber treinamento e terão escritórios equipados em quatro municípios para orientar famílias assentadas
Medida visa aproximar o governo dos trabalhadores do campo e garantir para eles consultoria permanente com objetivo de aumentar a produção nos lotes destinados a reforma agrária
Medida visa aproximar o governo dos trabalhadores do campo e garantir para eles consultoria permanente com objetivo de aumentar a produção nos lotes destinados a reforma agrária Divulgação e Ascom
Pela primeira vez em 30 anos da história do Instituto de Terras e Reforma Agrária de Alagoas (Iteral), quatro núcleos do órgão, formados por servidores efetivos, vão substituir as empresas que antes eram contratadas para prestar os serviços de monitoramento e assistência técnica às famílias agricultoras beneficiadas pelo Programa Nacional de Crédito Fundiário.

Além da economia, a medida visa aproximar o governo dos trabalhadores do campo e garantir para eles consultoria permanente com objetivo de aumentar a produção nos lotes destinados a reforma agrária pelo Estado. Cerca de 3.200 famílias serão contempladas.

Na última quinta-feira, dia 17 de novembro, o presidente do Iteral, Jaime Silva, reuniu as equipes de técnicos que atuam nos polos de Arapiraca, Palmeira dos Índios, Delmiro Gouveia e Santana do Ipanema para iniciar o planejamento estratégico das ações que começam na primeira semana de janeiro de 2017. Os escritórios do Iteral nestes municípios vão receber computadores de última geração, com impressoras, além de melhorias na internet e manutenção constante nos veículos para que os técnicos possam cumprir calendário permanente de visitas às famílias beneficiárias pelo programa do Crédito Fundiário.

“Durante o mês de novembro e dezembro deste ano, iremos percorrer todos os núcleos do Iteral para identificar melhorias que podem ser feitas nos prédios e elaborar novas metodologias de trabalho para que as famílias agricultoras recebam assistência técnica continuada em seus lotes. Com isso, vamos repassar técnicas de plantação e incentivar a diversidade de cultivos e criação de animais, levando em consideração o potencial econômico em cada área”, explicou o presidente do Iteral, Jaime Silva.


Segundo ele, as empresas que eram contratadas para prestar assistência técnica às famílias não conseguiam acompanhar de perto a produção e, devido à falta de monitoramento, os negócios no campo eram prejudicados.
 
Investimento no servidor

Na reunião, os servidores responsáveis pelos núcleos puderam sugerir mudanças para intensificar a presença do Iteral nos assentamentos viabilizados através do Crédito Fundiário. Os funcionários elogiaram a iniciativa do governo do Estado de investir mais no servidor efetivo do órgão, não só com estrutura física e equipamentos, mas com capacitação.

A partir de janeiro do ano de 2017 as equipes do Iteral, formadas por engenheiros agrônomos, técnicos agrícolas e agrimensores, além de monitorar os assentamentos e fornecer assistência técnica para os trabalhadores rurais, vão estar aptos a iniciar a substituição de beneficiários que não estejam mais correspondendo às exigências do Crédito Fundiário, entre elas, a de produzir.

“Iniciamos o planejamento para, em 2017, atuar de forma mais produtiva junto às famílias agricultoras vinculadas ao Crédito Fundiário. É uma determinação do governador Renan Filho que o Iteral preste assistência técnica aos agricultores beneficiados pela Reforma Agrária promovida pelo Estado. Vamos mostrar, com trabalho sério no campo, que a reforma agrária em Alagoas funciona”, frisou o presidente, que em dezembro vai percorrer pessoalmente todos os escritórios do órgão no interior.

 Por  Blog Adalberto Gomes Noticias com Agência Alagoas
 

Nenhum comentário

Adalberto Gomes Noticias . Imagens de tema por MichaelJay. Tecnologia do Blogger.