Header Ads

Há um ano, Fábrica da Pedra tinha a energia cortada pela Eletrobras

Guarita da Fábrica da Pedra/ Imagem Adalberto Gomes
Há exatos um ano, a histórica Fábrica da Pedra, com mais de 102 anos de existência, teve a energia da empresa suspensa pela Eletrobras em Delmiro Gouveia, após o  não quitamento de um débito de R$ 1.265.000,00. A suspensão ocorreu em 28 de março de 2016, na época a Fabrica da Pedra, enfrentava sérios  problemas financeiros causados pelos efeitos da crise econômica  que assolava o Brasil.

Devido ao debito, a situação da Fabrica da Pedra se agravou, com isso a direção da empresa resolveu paralisar  suas atividades temporariamente,  e cerca de 575 funcionários tiveram férias coletivas no mês de abril de 2016. Passados nove meses com suas aitividades  paralisadas, a direção da empresa  não conseguiu quitar o débito, dessa forma, resolveu demitir   cerca de 125 funcionários em dezembro de 2016. A Fábrica da Pedra tinha um quadro de 575 funcionários, com as demissões foi reduzido para 450.

Em janeiro deste ano, o Presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Fiação e Tecelagem de Delmiro, João do Sindicato, após reuniões com diretos do Grupo Carlos Lyra, através de uma nota   anunciou   a demissão de todos os funcionários da Fábrica da Pedra, decretando assim o fechamento definitivo da empresa.

Com essa notícia,  funcionários, ex-funcionários, empresários, comerciantes e a população em geral realizaram protestos pelas ruas de Delmiro Gouveia, cobrando das autoridades soluções urgentes  pelo  não fechamento da Fábrica da Pedra. 

Uma esperança.

O Grupo Nilson Ludgren, controlador da rede de lojas Pernambucanas, após  reunião com executivos do Grupo Carlos  em Recife, mostraram interesse pela compra da Fábrica da Pedra. Os executivos do grupo estiveram em Delmiro Gouveia, neste mês de março, conhecendo as estruturas do parque  industrial da Fábrica da Pedra, mantendo assim viva a esperança de manter a empresa funcionando para o povo delmirense.

História.
  

Delmiro Augusto da Cruz Gouveia, fundador da Fábrica da Pedra/ imagem arquivo Adalberto Gomes

A Fábrica da Pedra S/A Fiação e Tecelagem foi fundada no dia 5 de junho de 1914 pelo industrial Delmiro Augusto da Cruz Gouveia e adquirida pelo Grupo Carlos Lyra em 1992.  O Grupo Carlos Lyra apostou e investiu na aquisição de modernos equipamentos de última geração para a fiação “open-end” e os teares de pinça e a jato de ar, para a tecelagem,  dessa forma,  contribuiu para o desenvolvimento econômico e social do sertão de Alagoas, do nordeste  e do Brasil.

Esse ano a  Fábrica da Pedra vai completar 103 anos de existência com as portas fechadas.

Vídeos das manifestações pelo não fechamento da Fábrica da Pedra, realizado em janeiro deste ano.




Por Redação Blog Adalberto Gomes Notícias

Nenhum comentário

Adalberto Gomes Noticias . Imagens de tema por MichaelJay. Tecnologia do Blogger.