Header Ads

GM’s de Olho D’Água do Casado denunciam atraso em salários

Imagem Sindguarda
Os Guardas Municipais de Olho D´Água do Casado, estiveram reunidos na última quinta-feira (14), com o Presidente do Sindguarda Carlos Pisca e o Diretor Nilton Silva, para denunciarem o atraso no pagamento de seus salários.

De acordo com  a reunião realizada na Câmara de Vereadores do município, a categoria definiu se aquartelar e não ir aos seus respectivos postos de serviços e nem fazer rondas, irão apenas tirar seus serviços na sede da guarda, caso o Prefeito José dos Santos não realize o pagamento de suas remunerações, a qual há três meses vem sendo paga fora da data prevista. 

Ainda ainda segundo  a reunião, após o prazo de o prazo de 72 horas do comunicado de greve e não houver o pagamento, a categoria irá entrar em greve por tempo indeterminado. Outros pontos voltados á melhores condições de trabalho foram discutidos na oportunidade, como a aquisição de novos fardamentos e coturnos para a guarnição.

O Presidente do Sindguarda, Carlos Pisca, lamenta a atual situação, a qual é considerada improbidade administrativa. “Tenho muito apreço por gestores que valorizam nossa classe, mas não podemos aceitar o que vêm acontecendo. São pais de famílias exigindo apenas a garantia de seus direitos, pois não é fácil ter suas contas atrasadas e não ter o alimento pra seu sustento”, disse Pisca. O Presidente garantiu ainda todo o apoio do Sindguarda no que for necessário.

Em resposta ás indagações da categoria, o Procurador do município, Anderson, recebeu alguns representantes e afirmou que a previsão para a realização do pagamento será para a próxima quarta-feira (20). Anderson justificou o atraso no pagamento dos servidores devido ao valor do repasse insuficiente do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Segundo ele, foi definido numa reunião com os gestores administrativos, que todos os contratados e comissionados serão demitidos para enxugar a folha do município, e assim colocar em dia os pagamentos dos concursados.

Se até a data prometida não for efetuado o pagamento, os guardas municipais vão realizar um grande ato na porta da prefeitura dia 21, dia da emancipação política da cidade. Foi definido ainda, que o Sindguarda irá enviar um ofício dia 30 à gestão, informando que a mesma tem até o quinto dia útil do mês para realizar o pagamento dos servidores. O Ministério Público também será acionado para ser o intermediário nessa situação, averiguando os números da prefeitura e descobrir se realmente possui condições de fazer o pagamento.

Por Ascom Sindguarda

Nenhum comentário

Adalberto Gomes Noticias . Imagens de tema por MichaelJay. Tecnologia do Blogger.