Header Ads

Governador Renan Filho visita obras da adutora de Olho d’Água do Casado e Piranhas neste sábado (27)

Imagem google
O governador Renan Filho visita, neste sábado (27), às 9h, as obras da nova adutora do município de Olho d’Água do Casado e Piranhas, no povoado Piau, no Alto Sertão alagoano. O sistema adutor passa por melhorias e ampliação, para reforçar o tratamento e o abastecimento de água para mais de 29 mil sertanejos, de zonas urbanas e rurais.

Sob o comando da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra), a obra irá duplicar o processo de adução, elevação e captação da água no meandro do lago de Xingó, no rio São Francisco. O projeto também prevê ampliação da Estação de Tratamento de Água (ETA) e construção de dois novos reservatórios, com capacidade de 350 e 450 mil litros de água.

“Nosso objetivo é melhorar e ampliar a oferta de água nessas localidades, que irá duplicar sua capacidade e beneficiar cerca de 29 mil habitantes, com base em nossas projeções até 2033”, destacou a secretária de Estado da Infraestrutura, Aparecida Machado.

A nova adutora irá atuar em paralelo com a já existente e terá cerca de 5 km de extensão, até a ETA, onde serão implantados mais quatro módulos de filtros, com capacidade para tratar 60 litros de água por segundo.

No momento, a obra possui 12,5% de execução. Até o seu término, serão investidos R$ 4,15 milhões, provenientes do Ministério da Integração Nacional.

Adutora do Alto Sertão

Tanto Olho d’Água do Casado como Piau também são beneficiados pela Adutora do Alto Sertão, inaugurada pelo Governo de Alagoas em junho de 2016. Essa é a primeira obra integrada ao Canal do Sertão que leva a água tratada à população sertaneja.

A Adutora beneficia cerca de 130 mil alagoanos, em oito municípios – Água Branca, Canapi, Delmiro Gouveia, Inhapi, Mata Grande, Olho d’Água do Casado, Pariconha e Piranhas – e 40 povoados.

O sistema teve R$ 127 milhões de investimentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e, atualmente, é operado pela Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal). Todo o recurso foi revertido em tecnologia de ponta, para tratar 400 litros de água por segundo e otimizar o abastecimento na região.

 Por Blog Adalberto Gomes Noticias com Agência Alagoas

Nenhum comentário

Adalberto Gomes Noticias . Imagens de tema por MichaelJay. Tecnologia do Blogger.