Header Ads

Chuva no Sertão... poesia e cordel



Faz tempo que não via
A chuva cair sem parar
Vendo a terra encharcada
Sem o sol avistar

No sertão se faz festa
Quando esverdeia a plantação
Quando saía a cor cinza
Nos da pulo de emoção

Por que não há nada mas lindo
Do que ver todos menino
Se molhar no terrerão
Os veio vira menino

Naquela grande diversão
Hoje assim que me sinto
Então pra chuva partindo!
Pulando, correndo e rindo

Agradecendo e me divertindo
Por que fazia tempo que aqui
Não tinha a chuva pra molhar o chão...

Autor: Ezequiel Fernando

Por Fernando Ratinho

Nenhum comentário

Adalberto Gomes Noticias . Imagens de tema por MichaelJay. Tecnologia do Blogger.