Header Ads

CSA empata no Castelão e estraga festa de título do Fortaleza

CSA lutou no estádio do Fortaleza e foi atrás do empate (Foto: Ronaldo Oliveira/RCortez/CSA)
O título do Fortaleza na Série B do Campeonato Brasileiro foi adiado. E o “culpado” pela festa bonita montada pela torcida do Leão do Pici ter sido estragada foi o CSA. Aos 36 minutos do segundo tempo, o atacante da equipe alagoana, Hugo Cabral, marcou gol de peito e deu números finais à partida entre as equipes, selando o empate em 1 a 1 na Arena Castelão e impedindo que o time de Rogério Ceni fosse campeão da segunda divisão nesta terça-feira. O embate foi válido pela 35ª rodada da competição nacional.

O tento anterior do duelo havia sido marcado por Dodô, aos 35 minutos da etapa inicial, após lindo lançamento do defensor Diego Jussani. Com o resultado, o Leão do Pici chegou aos 65 pontos conquistados na tabela de classificação e, com três rodadas a serem disputadas pela disputa, ainda pode ser alcançado pelo segundo colocado, que é justamente o CSA, já que a equipe alagoana tem 58 pontos.

Confira como foi o tempo real da partida!

Com o gosto amargo do empate, o técnico Rogério Ceni não pôde ainda garantir o primeiro título oficial de sua carreira na função, que começou em 2017, pelo São Paulo. O ídolo do Tricolor já havia conquistado a Florida Cup, no ano passado, mas o torneio de pré-temporada tem caráter amistoso.

Na próxima rodada, o Fortaleza vai até a Ressacada para encarar o Avaí, às 17h30 (horário de Brasília) do sábado. Por outro lado, o CSA, ainda na luta pelo acesso e pelo título, receberá o Atlético-GO no Estádio Rei Pelé, no mesmo dia, mas às 17h00.
Leão do Pici não conseguiu ser campeão da Série B nesta terça-feira (Foto: Reprodução/Facebook oficial/Fortaleza)

O jogo – Com cerca de 47 mil pessoas presentes na Arena Castelão, o principal duelo desta edição da Série B do Campeonato Brasileiro começou mais na base da dedicação do que da técnica. Sem a criação de grandes e claras oportunidades de gol, Fortaleza e CSA se prendiam às suas estratégias de jogo: a equipe de Rogério Ceni ficava com a bola no pé, enquanto os alagoanos deixavam os rivais terem a posse e se propunham ao contra-ataque.

Aos 35 minutos de partida, no entanto, o panorama do embate mudou. Diego Jussani fez lançamento primordial do terço defensivo e encontrou Dodô, que matou a bola no peito com categoria, completou o domínio e bateu cruzado, no alto, sem chances para o goleiro Lucas Frigeri: 1 a 0.

Após o tento, novamente os ânimos do duelo voltaram a se acalmar. Nervoso, o CSA bem que tentava, mas só finalizou em chute de longe de Rubens. O Fortaleza, por outro lado, tentava não deixar a ansiedade pelo título tomar conta.

Na volta do intervalo, o time da casa voltou com mais energia do que o adversário. Aos quatro minutos de etapa, Dodô recebeu pela lateral e viu a aproximação de Marcinho, tocando rasteiro em direção ao atacante. O jogador bateu na bola com categoria, de chapa e tirando do alcance de Lucas Frigeri, mas a bola foi para fora, assustando os visitantes.
CSA lutou no estádio do Fortaleza e foi atrás do empate (Foto: Ronaldo Oliveira/RCortez/CSA)

Sete minutos depois, enfim o CSA criou a primeira chance real de tento no embate. Após confusão na área, Rubens tentou encobrir Marcelo Boeck, mas acertou o travessão. No rebote, o ataque do CSA não conseguiu aproveitar e a defesa do Fortaleza afastou o perigo.

A oportunidade permitiu que o CSA passasse a gostar do jogo. Pouco depois, Neto Berola, que entrou no lugar de Matheus Lopes, cruzou bola para o atacante Hugo Cabral. O camisa 11, no entanto, não conseguiu finalizar como gostaria e desperdiçou a chance do empate.

Nervoso, o Fortaleza tinha problemas em administrar o resultado. Passando a sofrer a pressão e sufoco rival, o time de Rogério Ceni viu os adversários chegaram com perigo mais uma vez: após bate e rebate na área, Hugo Cabral caiu ao chão no chute, e Marcelo Boeck impediu que a bola, passando lentamente através da linha, pudesse entrar para o próprio gol.

Aos 36 da etapa final, o Leão do Pici cedeu. Após cobrança de escanteio de Pio para a área, Jhon Cley desviou de cabeça para o meio e encontrou Hugo Cabral. O atacante, praticamente a um metro do gol, completou de peito para as metas vazias de Marcelo Boeck e decretou o empate: 1 a 1 e números finais à partida.

FICHA TÉCNICA

FORTALEZA 1 x 1 CSA


Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)


Data: 06 de novembro de 2018, terça-feira


Horário: 21h30 (de Brasília)


Árbitro: Péricles Bassols (PE)


Assistentes: Clóvis Amaral da Silva (PE) e Marcelino Castro de Nazaré (PE)

Cartões amarelos: Marlon (Fortaleza); Xandão e Juan (CSA)
Gols: FORTALEZA: Dodô, aos 35 minutos do primeiro tempo. CSA: Hugo Cabral, aos 36 minutos do segundo tempo.

FORTALEZA: Marcelo Boeck; Tinga, Diego Jussani, Ligger e Adalberto (Leonan); Felipe (Derley), Nenê Bonilha, Marlon (Éderson) e Dodô; Gustavo e Marcinho
Técnico: Rogério Ceni

CSA: Lucas Frigeri; Celsinho, Elivelton, Xandão e Matheus Lopes (Neto Berola); Yuri, Juan, Dawhan (Jhon Cley) e Didira; Hugo Cabral e Rubens.

Técnico: Marcelo Cabo

Por Gazeta Esportiva

Nenhum comentário

Adalberto Gomes Noticias . Imagens de tema por MichaelJay. Tecnologia do Blogger.