Header Ads

Em Rio do Sul/SC, cães acompanham e aguardam morador de rua na porta de hospital

Imagem Reprodução Facebook
Quatro cachorros olham atentamente pela porta de um hospital, enquanto, lá dentro, seu tutor recebe atendimento. A cena, de respeito e cumplicidade, foi registrada na madrugada do dia 9, em Rio do Sul (SC). O paciente é um morador de rua, segundo funcionários. Ele procurou o Hospital Regional Alto Vale por volta das 3h, tomou medicação para dor e ficou ali por aproximadamente uma hora, sob os olhares ansiosos de seus companheiros.

“Enquanto a enfermeira conversava com ele para a triagem, os cachorrinhos ficaram lá fora. Super educados, sem entrar, mas doidos pelo dono estar longe”, diz Ana Cristina Mamprim, que é enfermeira na unidade e publicou a foto dos animais em rede social.

Segundo ela, quando a equipe percebeu a situação, pediu que o homem aguardasse na recepção durante a preparação do tratamento. Assim, os cães puderam ficar mais perto dele.

Ana Cristina afirma que a madrugada estava fria, e os funcionários pegaram um café quentinho para o paciente. Naquela noite, o aniversário de uma pessoa da equipe havia sido comemorado com pizza no jantar, e ele também ganhou o que comer. E não se esqueceu dos amigos peludinhos.

“Como [a pizza] sobrou, resolvemos dar para ele e, acredite, comeu e guardou um pouco para dar aos cachorros mais tarde.” O homem contou que até deixa de comer para alimentar os bichinhos.

A enfermeira afirma que ficou observando quando foram embora, unidos. De acordo com ela, os cães correram na frente, em direção ao carrinho, mas o maior ficou pulando no homem e andando junto com ele.

“Uma pessoa simples, sem luxo, que depende da ajuda para vencer a fome, o frio, as dores, as maldades do mundo, tem ao seu lado os melhores companheiros, e a troca é recíproca. Troca de amor, carinho, calor, compreensão”, escreveu a enfermeira ao compartilhar a imagem.

“Não sei como é a vida dele, o porquê está na rua e nem quero saber e julgá-lo, mas admiro o respeito e amor que ele tem pelos seus bichinhos. Ver eles assim, esperando na porta, só mostra o quanto são bem cuidados e amados”, afirmou.

Ana Cristina disse esperar que as pessoas reconheçam os cães na rua e possam ajudar o homem.De acordo com a Apad (Associação Protetora dos Animais Desamparados), o morador de rua é conhecido a cidade por ter vários cães, todos castrados pela ONG. O grupo diz ainda que presta assistência quando os animais precisam algum atendimento veterinário ou ração.


Procurado, o hospital confirmou que os animais puderam ficar bem perto do tutor, em área dentro da unidade, e afirma que Giovani Nascimento, presidente da mantenedora, trabalha em um projeto para permitir que pacientes internados recebam visitas de seus pets.

Por Site  O Sul  

Nenhum comentário

Adalberto Gomes Noticias . Imagens de tema por MichaelJay. Tecnologia do Blogger.