Header Ads

Prefeito e vice de Pão de Açúcar tem diplomas cassados pela Justiça

Prefeito e vice tiveram seus diplomas cassados (Foto: Hector Emilio / Rota do Sertão)
O prefeito e o vice de Pão de Açúcar, município do Médio Sertão de Alagoas, Flávio Almeida e Clayton Farias tiveram seus mandatos cassados após uma decisão da Justiça Eleitoral. A sentença foi proferida no ultimo dia 30 de junho, mas foi publicada nesta terça-feira (4) no diário eletrônico.

A medida foi tomada pelo juiz da 11ª Zona Eleitoral, Edivaldo Landeosi, tendo como base uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE), proposta pelo ex-candidato a prefeito da cidade Eraldo João Cruz. No processo o autor alega que houve abuso do poder econômico, no momento que o prefeito teria usado o Instituto Paulina (entidade pertencente a ele) para benefício eleitoral.

Para tornar a denuncia procedente o magistrado acolheu diversas provas juntadas pelo acusado como fotos e vídeos. “Da análise das condutas antes mencionadas [as provas] decorre uma conclusão inafastável: que as pessoas do investigado Flávio Almeida e do Instituto Paulina são indissociáveis.”, descreveu Edivaldo Landeosi em parte de suas argumentações.

A defesa do prefeito, por outro lado, sustenta que em praticamente todo o material juntado não foram identificados o local, a data e o horário das supostas práticas ilícitas. CLIQUE AQUI e baixe a edição de hoje do Diário e veja a sentença por inteira.

Prefeito deve recorrer

Além de cassar o mandato e torna inelegíveis os dois vencedores do ultimo pleito, o juiz também determina a realização de uma nova eleição na cidade. Entretanto, o próprio magistrado ressalta que eventual recurso que venha a ser interposto, suspenderá os seus efeitos, até julgamento pelo tribunal competente.

E pensando nessa suspensão que a assessoria do prefeito Flávio Almeida já se manifestou. Ela confirmou à reportagem que ainda essa semana seus defensores devem recorrer e tentar reverter o caso no Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE-AL). A assessoria também disse que não vai comentar a decisão no momento.

Por Alagoas na Net

Nenhum comentário

Adalberto Gomes Noticias . Imagens de tema por MichaelJay. Tecnologia do Blogger.