FIQUE EM CASA! QUARENTENA! ISOLAMENTO SOCIAL!

Comarca de Santana do Ipanema comemora 100 anos de fundação

Fachada do Juizado Especial da Comarca de Santana do Ipanema. Foto: Caio Loureiro
Fachada do Juizado Especial da Comarca de Santana do Ipanema. Foto: Caio Loureiro
Fundada pela Lei nº 846 em 4 de junho 1920, a Comarca de Santana do Ipanema completou, nesta quinta-feira, 100 anos de história. Atualmente, a comarca conta com três varas, um Juizado Especial Cível e Criminal e quatro magistrados titulares.

Para o santanense e desembargador José Carlos Malta Marques, viver esse momento histórico da comarca onde começou a acompanhar os trabalhos do Poder Judiciário ainda enquanto era estudante de Direito é motivo de grande alegria.

''Essa é uma das comarcas mais importantes do estado, que teve como seu primeiro juiz Manoel Xavier Acioly. Eu tive a honra de, junto com o desembargador Hélio Cabral, sermos os únicos santanenses, em 100 anos, a ocupar o cargo de desembargador no Tribunal de Justiça de Alagoas. Estou muito alegre por ter a oportunidade de atravessar o que seria motivo de muitos festejos, se não fosse essa pandemia'', disse o desembargador, que espera poder realizar uma solenidade em homenagem à data em breve.

Atuam na Comarca de Santana do Ipanema os juízes Kleber Borba Rocha, 1ª Vara, Marina Gurgel, 2ª Vara, Leandro de Castro Folly, 3ª Vara, e Fausto Magno, no Juizado Especial.

Breve histórico

Até 1876 como povoado e Vila, Santana do Ipanema pertencia à jurisdição da Comarca de Penedo. Em 1877, passou à jurisdição da recém-criada Comarca de Traipu, sendo desmembrada em 1882 e incorporada à de Pão de Açúcar. Já em 1906, foi incorporada à jurisdição da Comarca de Mata Grande até o ano de 1920, quando a Vila de Santana do Ipanema foi elevada à categoria de comarca.

Com sua criação, foram organizados os órgãos auxiliares como cartórios, tabeliães, notários e demais serventuários encarregados dos registros públicos. Nos distritos do município também foram instalados cartórios ou ofícios de registro civil e de outras notas. Anos mais tarde outros cartórios foram sendo instalados na cidade para atender às crescentes demandas.

Por Ascom  TJ/AL

Nenhum comentário

Adalberto Gomes Noticias . Imagens de tema por MichaelJay. Tecnologia do Blogger.