Header Ads

Morte do vereador Fernando Aldo completa onze anos nesta segunda-feira, 01

Fernando Aldo Gomes Brandão/Imagem Google
A morte do vereador Fernando Aldo Gomes Brandão, do município de Delmiro Gouveia, sertão de Alagoas,  está completando onze anos nesta segunda-feira, 01. O vereador foi assassinado a tiros na madrugada de 1º de outubro de 2007, durante as festividades do  Mata Grande Fest realizado  no município de Mata Grande, sertão de Alagoas. 

Fernando Aldo Gomes Brandão, nasceu em 30 de maio de 1963, este ano iria completar 55 anos. Disputou pela primeira vez ao cargo de vereador no município de Delmiro Gouveia, sertão de Alagoas em 2000 pelo PDT (Partido Democrático Trabalhista), obteve 563 votos, sendo o nono vereador mais votado. Em 2004, disputou pela segunda vez ao cargo de vereador pelo  partido do PSB (Partido socialista brasileiro), onde obteve 850 votos, sendo o quinto vereador mais votado.  Fernando Aldo Gomes Brandão, foi um dos vereadores mais influentes em Delmiro Gouveia.

O caso 

O vereador Fernando Aldo Gomes Brandão foi morto na madrugada de 1º de outubro de 2007, durante um evento no município de Mata Grande. Segundo o Ministério Público de Alagoas (MP/AL), a vítima foi atingida por pelo menos oito tiros, que teriam sido efetuados pelo soldado Carlos Marlon Gomes Ribeiro (ainda não julgado). Foram apontados como partícipes Eronildo Alves Barros (já falecido) e o irmão, Eliton Alves Barros (absolvido pela justiça).

Ainda de acordo com o MP/AL, o homicídio teria ocorrido a mando do então deputado estadual Cícero Ferro (falecido em dezembro de 2017) e do prefeito de Delmiro Gouveia, Luiz Carlos Costa, o Lula Cabeleira. Em agosto de 2012, o Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL) julgou improcedente a ação contra Lula Cabeleira, inocentando-o da acusação por falta de provas. O processo contra Cícero Ferro, mesmo falecido  ainda está tramitando.

O cunhado da vítima, José Pereira Neto, disse acreditar que Fernando Aldo morreu por "falar demais". Para a irmã do vereador, Rita Maria Gomes, o assassinato teve motivação política. "Ele tinha divergências com algumas pessoas, inclusive com Cícero Ferro, que ele acreditava não merecer o voto da população de Delmiro Gouveia".

Por Redação Blog Adalberto Gomes Notícias

Nenhum comentário

Adalberto Gomes Noticias . Imagens de tema por MichaelJay. Tecnologia do Blogger.