Header Ads

Campanha de Vacinação contra a Influenza começa na segunda (23)

Vacina contra a Influenza estará disponível nos 102 municípios alagoanos
Vacina contra a Influenza estará disponível nos 102 municípios alagoanos Carla Cleto
Durante a 20ª Campanha de Vacinação contra a Influenza, que será iniciada na segunda-feira (23), deverão ser vacinados 787.908 alagoanos, segundo o Programa Nacional de Imunização (PNI). As doses da vacina estarão disponíveis, até o 1º de junho deste ano, nos postos fixos e volantes espalhados pelos 102 municípios de Alagoas, de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau).

Com o slogan “Entre para o time da saúde. Vacine-se contra a gripe e fique protegido”, a Campanha de Vacinação contra a Influenza tem como propósito reduzir entre 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias. Ela também prevê a queda de 39% a 75% da mortalidade global e, em aproximadamente 50%, as mortes relacionadas aos vírus H1N1, H3N2 e Influenza B.

Estudos apontam que a vacina disponibilizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) representa o mecanismo mais eficaz para evitar a doença. Realidade que se deve ao fato de a Influenza ser caracterizada como uma infecção viral aguda do sistema respiratório, que pode causar calafrios, mal-estar, dores de cabeça, musculares e de garganta, além de prostração e tosse seca.

Público-alvo – Para 2018, o Ministério da Saúde (MS) estipulou que deverão ser vacinados, além de indivíduos com 60 anos de idade ou mais e as crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias). Também deverão ser imunizadas as gestantes, as puérperas (até 45 dias após o parto), os trabalhadores da saúde e os professores das escolas públicas e privadas.

O público-alvo da Campanha de Vacinação contra a Influenza prevê, ainda, a vacinação dos povos indígenas e os portadores de doenças crônicas não transmissíveis. Ainda fazem parte do grupo a ser vacinado, os adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade, que cumprem medidas socioeducativas, a população privada de liberdade e os servidores do sistema prisional.

“Além de lavar as mãos, usar álcool gel, manter hábitos saudáveis de higiene e evitar locais com aglomeração, é necessário tomar a vacina para se proteger da Influenza. As únicas contraindicações são para as pessoas com história de reação anafilática em doses anteriores ou àquelas que tenham alergia grave relacionada a ovo de galinha e seus derivados”, evidenciou a assessora técnica do PNI em Alagoas, Denise Castro, ao ressaltar que é importante apresentar o cartão de vacinação.

Dados – Dados do Núcleo de Doenças Imunopreveníveis da Sesau apontam que Alagoas registrou 52 casos de Influenza em 2016 e 10 no ano passado. Em 2018, até esta quinta-feira (19), 13 casos da doença foram confirmados no Estado, sendo 11 de H1N1 e dois de H3N2, cujo vírus circula em Alagoas desde 2013.

 Por  Blog Adalberto Gomes Notícias com Agência Alagoas

Nenhum comentário

Adalberto Gomes Noticias . Imagens de tema por MichaelJay. Tecnologia do Blogger.